Início » RFID » COM ESSES 5 PASSOS VOCÊ VAI MUDAR PARA RFID

COM ESSES 5 PASSOS VOCÊ VAI MUDAR PARA RFID

Você já ouviu falar sobre as maravilhas dessas quatro letras juntas, mas acha que ter RFID na sua empresa é sonhar alto demais? Tira isso da cabeça, nas próximas linhas vamos provar que evoluir para o sistema de etiquetas inteligentes é bem menos difícil do que você pensa e muito mais acessível — e vantajoso — do que você imagina. 

Basta seguir os 5 PASSOS com o nosso time aqui. 

PASSO 1: Mapeamento dos processos

O primeiro passo já deixa com a gente. Vamos mapear os processos da sua empresa, para entender o fluxo atual e delinear o fluxo futuro. Esse passo garante que você saiba com bastante clareza o que quer controlar com o sistema RFID, em quais etapas do processo fará isso e quais as informações que precisam transitar de forma automática pelo sistema, como número de série e data de fabricação, por exemplo.  Assim, você terá em mãos dois fluxos: o atual e o futuro, sendo o segundo um combo formado por fluxo de processo e fluxo de informação. 

PASSO 2: Avaliar a viabilidade do projeto

O segundo passo também fica por nossa conta. A partir dos mapas de fluxos, sua empresa receberá o projeto, com indicativos de quais investimentos serão necessários e quais benefícios estão à vista. Esse projeto é tão preciso que você conseguirá vislumbrar os reais ganhos, tanto quantitativos quanto qualitativos, afinal, existem muitos que não se referem a números mas têm impacto gigante.  

Vamos liberar um spoiler pra você já ir imaginando o ganho aí no seu negócio. 

O RFID elimina a função de conferência! Ou seja, instale RFID e diga adeus às várias conferências que são exigidas ao longo do processo de produção (e, para piorar, ainda não garantem a qualidade final). Isso porque a checagem passa a ser feita de forma inteligente, pelo confronto automático entre os dados coletados nas etiquetas e as informações constantes do sistema ERP.

Isso traz ganho de mão-de-obra, produtividade e qualidade. Já vai imaginando aí o seu operador de empilhadeira conferindo as mercadorias sem largar a mão do volante, direto de um coletor de dados instalado na máquina, dispensando a atuação de um ou mais conferentes. Temos aí ganho de tempo, de autonomia e, ainda, de qualidade, pois com um único responsável do início ao fim fica mais fácil identificar possíveis erros ou desvios do processo. 

PASSO 3: Capacitar o time para a mudança

Tendo a tecnologia definida, o processo mapeado e desenhado, agora sua empresa precisa olhar para as pessoas. A pergunta é: tenho pessoas preparadas para a mudança e com competências necessárias para participar dessa nova era? Esse passo é com você gestor, que tem o papel muito importante de ir preparando terreno para a implantação do novo sistema, conversando com a equipe, identificando os talentos que podem ser treinados para atuar com RFID e buscando oportunidades possíveis em outras áreas àqueles cujas tarefas ficarão ociosas. 

PASSO 4: Instalar os equipamentos RFID

Nessa etapa já falta pouco para o RFID ser realidade na sua empresa! Os nossos especialistas farão a instalação dos equipamentos e a programação do sistema. Mas fique tranquilo: esse passo não requer que a sua produção pare em nenhum momento! 

A instalação de um portal de leitura de etiquetas, por exemplo, leva em média uma hora e não interfere em nada. Além disso, toda a instalação é preparada em ambiente de teste. Os especialistas fazem a prova de conceito para verificar se o projetado de fato funcionará ao ser aplicado aos detalhes da sua empresa (como distância, altura e condições do ambiente), promovem a integração dos sistemas e somente quando tudo estiver validado virá o sinal verde para a virada de chave. Assim, sem transtornos, sem riscos, no melhor estilo “profissa”. 

PASSO 5: Integrar o RFID com os demais sistemas

Chegamos ao último passo! Antes de correr pro abraço, é hora de focar na integração do sistema RFID com os demais sistemas da empresa e aprender a aproveitar ao máximo as informações geradas em tempo real. 

Você chegou até aqui, então, atenção: não dá mais pra ficar na ilusão de que o sistema RFID se resume a etiquetas, coletores, leitores, antenas, impressoras. É muito mais do que isso. Antes, trata-se do mapeamento dos processos da empresa e, depois, da integração com o ERP, definindo quais campos serão integrados, quais mensagens serão enviadas, em quais momentos, quem informa quem, tudo isso é chave para o sucesso também.

Inclusive nessa reta final a I3C dá toda força também: desenvolve e entrega dashboards, ou seja, painéis de dados, para garantir o máximo de aproveitamento das informações que são geradas em tempo real e geram valor para a sua gestão. 

Você pode fazer esses 5 passos sozinhos? Claro que sim! Acreditamos que esses 5 passos são fundamentais para o sucesso da implementação do RFID. Se precisar de ajuda, já sabe né?

3 dicas de ouro da I3C

Depois de conferir os 5 passos para ter RFID na sua empresa, não saia sem aproveitar essas 3 dicas de ouro que você só tem aqui:

  1. Para o sistema RFID dar certo, é preciso garantir que o tripé tecnologia-processos-pessoas estejam bem estruturados. 
  1. RFID não é sobre hardware, é uma solução. Os equipamentos, por si só, não funcionam, o sistema requer software e integração também. 
  1. Não basta comprar a tecnologia. O seu integrador precisa oferecer consultoria e acompanhamento, antes e depois.

E isso, amigo, isso só a I3C faz pra você. Clica aqui e #partiu passo 1 agora mesmo!

Pesquisar por...

Últimas publicações

Compartilhe

Somos integradores de soluções em tecnologia e processos focado em viabilizar transformação digital à sua empresa. Oferecemos soluções com foco real na necessidade dos nossos clientes, com entrega de ponta a ponta aliando redução de custos e aumento da produtividade.

Leia também

Menu
Fale conosco!
Oi, tá com alguma dúvida específica do seu negócio? Se quiser conversar com a gente estamos por aqui, sem compromisso :)
ComercialWhatsApp